terça-feira, setembro 09, 2008

Who's Lula?

O Lula é um gênio, só não vê quem não quer. È médico, capacitado a ensinar o povão o que o povão precisa aprender sobre os cuidados com a saúde, em geral. È dentista, sabe que um pouco de cachaça (com sobra para o gosto do freguês) camufla dores nos dentes. Entende de petróleo, de etanol, de mamona. É atleta, com pressão normal, por mérito seu. Tambem entende de esporte e do bem que ele faz. Disciplinado, como todo atleta de ponta. Entende de futebol.Palpites haja. Comparações entre o futebol e brasilidades não faltam, em linguajar dos botecos que pululam pelo país.Entende de cozinha. Está louquinho para fazer seu prato de coelho assado, dando lições aos chefs do pedaço. Pena que seja semi analfabeto. Pena que tenha guardado distância dos livros. Pena que trabalho duro não seja do seu agrado. Pena que tenha má catadura, cara de ogro e voz combinante. Pena que quando deita falação fora do Brasil encha o país de vergonha. Pena que seu senso de ética não chegue a dar para o gasto. Pena que tenha o vezo de passar a mão camarada na cabeça dos corruptos companheiros de jornadas que de santas nada têm. Ufa! Quem é mestre Lula afinal? Ator, sabemos que é, mestre em se fazer de paisagem, não sabe, não disse, não viu, não ouviu. Mas o maior dos mistérios reside na cabeça das brasileiros, que pela segunda vez acolheram como seu presidente um exemplar único da fauna humana, como seu Luis Inacio Lula da Silva, nascido em Garanhuns e em má hora aportando em São Paulo de Piratininga, seu azarado hospedeiro.

3 comentários:

Anônimo disse...

Lula é a conseqüência natural e esperada de um Brasil que não deu certo. Desde sempre aceitamos as mentirinhas toleráveis em lugar da verdade.Contamos aos nossos filhos e festejamos as histórias de um descobrimento fajuto por Cabral, de um heroísmo fajuto de Duque de Caxias, de uma Guerra mal contada contra o Paraguai, a expulsão dos holandeses do nordeste e outros tantos fatos mal contados e omitimos todos os desmandos, as perseguições políticas e religiosas ao longo da História. O fecho de tudo isto teria de ser um super herói macunaímico como Lula.
A pergunta é: Tem saída? ou: Tem retorno?
Gênio? Eu não diria gênio. Esperto, sim. Esperteza não é inteligência. O gênio constrói. O esperto aproveita o que os outros construíram e tira vantagem pessoal, quase sempre, desonesta.

ester azoubel disse...

Lula é a conseqüência natural e esperada de um Brasil que não deu certo. Desde sempre aceitamos as mentirinhas toleráveis em lugar da verdade.Contamos aos nossos filhos e festejamos as histórias de um descobrimento fajuto por Cabral, de um heroísmo fajuto de Duque de Caxias, de uma Guerra mal contada contra o Paraguai, a expulsão dos holandeses do nordeste e outros tantos fatos mal contados e omitimos todos os desmandos, as perseguições políticas e religiosas ao longo da História. O fecho de tudo isto teria de ser um super herói macunaímico como Lula.
A pergunta é: Tem saída? ou: Tem retorno?
Gênio? Eu não diria gênio. Esperto, sim. Esperteza não é inteligência. O gênio constrói. O esperto aproveita o que os outros construíram e tira vantagem pessoal, quase sempre, desonesta.

Ester disse...

Lula é a conseqüência natural e esperada de um Brasil que não deu certo. Desde sempre aceitamos as mentirinhas toleráveis em lugar da verdade.Contamos aos nossos filhos e festejamos as histórias de um descobrimento fajuto por Cabral, de um heroísmo fajuto de Duque de Caxias, de uma Guerra mal contada contra o Paraguai, a expulsão dos holandeses do nordeste e outros tantos fatos mal contados e omitimos todos os desmandos, as perseguições políticas e religiosas ao longo da História. O fecho de tudo isto teria de ser um super herói macunaímico como Lula.
A pergunta é: Tem saída? ou: Tem retorno?
Gênio? Eu não diria gênio. Esperto, sim. Esperteza não é inteligência. O gênio constrói. O esperto aproveita o que os outros construíram e tira vantagem pessoal, quase sempre, desonesta.

Fora MST

Quem representa maior ameaça a paz mundial?

Clique e assine

 
©2008 Templates e Acessorios Por Elke di Barros